Segunda Feira Vermelha, Pêlos e outras Vergonhas.

2 maio

Se você é familiarizado com o maravilhoso mundinho roxo dos blogs feministas, já deve ter percebido que hoje é a Segunda Vermelha. O que significa que coletivamente, estamos discutindo e pondo em foco algo tão óbvio, mas tão velado: a menstruação.

É notável que a maioria das mulheres saudáveis na idade “reprodutiva” menstrua naturalmente.

Comigo, começou há nove anos atrás. Não lembro a data, porque não foi tão significativo assim. Eu com onze anos na época, já estava na expectativa. A maioria das meninas que eu conhecia falava nisso regularmente, e eu queria que fosse logo a minha vez.

Então um dia, fazendo algo rotineiro, senti dores nas costas. Depois, no útero. Fui ao banheiro, constatei uma manchinha amarronzada, peguei um absorvente no armário e avisei ao meu pai: “Menstruei”. Ele sorriu e disse algo como “Que bom filhota, já é uma mocinha” ou algo do tipo.

Como eu tenho uma irmã mais velha nada daquilo foi muito novo ou surpreendente pra ninguém. Encarei como um processo natural do meu corpo.

Meu fluxo nunca foi muito forte. Já tive alguns atrasos, alguns adiantamentos e alguns prolongamentos chatinhos.

Já tive que trocar de pílula, e provavelmente terei que trocar de novo em breve (a gastrite me manda lembranças todo mês antes de menstruar).

E já tive muita, mas muita vergonha do meu sangue.

Parece ser um terror psicológico inserido pelos comerciais repletos de mulheres que vestem branco e sangram azul a suposição de que descubram que estamos menstruadas.

A minha nunca sai nesse tom azul celeste. Qual o meu problema, doutora?

A maioria das mulheres que conheço já evitou sair com determinada roupa, ou praticar alguns exercícios (especialmente sexuais). Há até um jeito correto de dormir para minimizar incômodas manchas de sangue. Não nego que já me inclui em todas as acima, mas graças ao meu querido Coletor Menstrual essa vida não me pertence mais (amém, irmãs!).

Eu uso o Green Donna há cerca de um ano, e minha visão sobre esse período do mês mudou MUITO.

O contato com o sangue se torna muito mais evidente. Você analisa de fato a quantidade e qualidade do que expele. E eu garanto que não há nada de bizarro, anormal ou doentio nisso. Aliás, doentio é que se tenha feito tamanha lavagem cerebral de forma que jovens mulheres achem-se adoentadas e asquerosas quando vivenciam seu ciclo menstrual.

Menstrual Cup: todas ama!

Não nego que algumas mulheres sintam sim dores ou sintomas muito desconfortáveis que antecipam o período menstrual. Para essas, recomendo alguns exercícios de Hatha Yóga que aprendi e procuro ensinar para quantas mulheres puder. Se quiserem saber mais, é só mandar um comentário.

Fato é que essas sensações e substâncias fazem parte de você. Seu sangue, seus cheiros…minimizá-los não te torna monstruosa ou inferior, mas anula uma parte natural de si mesma. Vê-la como antinatural e digna de censura não é algo muito coerente, entende?

O que dizer então do aumento da libido, tão característicos do período menstrual para tantas de nós? Negar o tesão em nome dessa perturbação por “limpeza”? Nosso sangue não é sujo!

Não fazemos isso só com a menstruação, mas também com os pêlos.

Há uma fobia generalizada em relação a pêlos femininos. Quanto aos homens, não há nada demais em sustentá-los. Eles crescem de forma natural e dominam em maior ou menor grau os corpos humanos, e é incentivado cultivá-los se você for um homem humano heterossexual preso em papéis impostos de gênero que não gosta de ter questionada sua sexualidade.

Mas para uma mulher, exibir uma axila não depilada, ou mostrar suas pernas sem que elas brilhem como a de uma criança pré-pubere é uma afronta. Os comerciais de cremes e ceras depilatórias nos ensinaram que só estamos prontas e confiantes quando estamos despidas de pêlos…que crescem naturalmente em nossos corpos.

Chamam isso de higiênico. De “se cuidar”. Por que só os nossos são nojentos, ou por que a natureza nos deu tamanha e “inútil” “aberração” nunca se soube. Só se sabe que precisamos esconder nossas vergonhas. Nossos cheiros, nossa umidade, nossa vitalidade.

Beleza: mutilando aos poucos o estado natural do seu corpo para ser considerado aceitável.

O que dizer da campanha anti-cheiro-vaginal então? Basta ligar a TV e musas do momento informam que meu pH está descontrolado, minha flora me matará, e que o bom mesmo é ter cheiro de morangos silvestres em meu órgão sexual. Não mencionam porém o quanto esses sabonetes, talcos, desodorantes, lencinhos e demais apagadores de identidade podem influenciar no desencadeamento de candidíases e proliferações fúngicas.

Querem que eu não sangre naturalmente, que seja depilada apesar dos pêlos que crescem sem o menor esforço, que tenha cheiro de frutinhas embora seu cheiro original sempre me pareça tão mais saboroso.

Querem que haja vergonha. Que haja insegurança. E que o lucro das indústrias depiladas, azuis, brancas e com odor de lírios cresça sempre.

 Isso aqui é uma vagina, meu bem. Não um vidrinho de purificador de ambientes em spray.

Anúncios

21 Respostas to “Segunda Feira Vermelha, Pêlos e outras Vergonhas.”

  1. Caroline J. maio 2, 2011 às 8:44 pm #

    Caralho, essa história de pelos já me traumatizou. Sei lá se por ser descendente de libaneses, mas sempre fui peluda “mais que o normal” (sim, sei que esse “normal” é questionável). Aí lembro q eu tava na escola, devia ter sei la, uns 11 anos, talvez nem menstruado ainda, e tava de bermuda. Aí sentei no chão com as pernas esticadas do lado de uma coleguinha. Aí ela olhou minha perna e disse “nossa, como sua perna é peluda. A minha não é, olha”, e exibiu suas pernas lisinhas. Até aquele momento eu nunca tinha me ligado nos pêlos das minhas pernas.
    Lembro q pouco tempo depois fui pedir pra minha mãe pra me depilar com cera. Na primeira faixa que arrancamos eu desisti. Minha mãe ficou morrendo de dó. Não lembro se fiquei raspando por um tempo até resolver depilar com cera no salão (até então eu nunca usava saia nem vestido nem shorts, só calça comprida).

    Hoje eles ainda me fazem sofrer, pq não importa oq eu faça, eles coçam, encravam, mancham, e coçam mais ainda (às vezes faço ferida com a unha), e como não tô disposta a assumir o estereótipo feminista peluda e tocar o foda-se, vou tirar essas merdas a laser (acho que o governo q devia pagar isso pra mim. KAOPDGKADO)
    Juro que queria aceitar meus pelinhos como parte de mim, mas qdo eles estão crescidos eu me sinto uma coisa grotesca, obrigada normas estéticas socio-culturais.

    A menstruação nunca foi mto tranquila pra mim… no começo vinha uma enxurrada. Não doía, mas era sangue que não acabava mais, eu tinha que usar absorvente noturno durante o dia, e vivia no banheiro. Vivia manchando roupas, lençol, etc. Depois começou a diminuir e vir muita dor. E ter uma TPM que me deixava em depressão. Chegou num ponto que eu acabei deitada no chão do banheiro agonizando, vomitando e tendo diarréia por causa das dores. Aí que me receitaram pílula pra amenizar esses efeitos.
    Hoje é bem tranquila, passa rápido, dói bem pouco, mas às vezes eu confesso que fico de saco cheio…

    Eu nem conhecia esse coletor menstrual até poucas semanas atrás. Vi todo mundo nos blogs falar tão bem que vou experimentar!

    • krasis maio 3, 2011 às 2:25 pm #

      É foda mesmo como a sociedade insere traumas que a gente nunca desenvolveria por conta própria.
      Tenho vários que começaram por causa de comentários e reações, e é dificílimo se desprender deles.
      Não é preciso assumir estereótipo nenhum, e cada uma sabe até onde consegue resistir nessa luta diária anti-padrões-patriarcais. Isso não faz umas de nós mais fortes ou mais fracas, é só a forma de cada uma lidar. n_n
      Boa sorte no laser, espero que te ajude!

      Quanto ao sangue, que bom que a pílula já ajudou. Minha irmã tinha o mesmo problema com fluxo. Absorvente noturno sempre, manchas, correr pro banheiro…mas com pílula e menstrual cup, todos os problemas dela sumiram.
      O absorvente espalha o sangue, e nos dá a impressão de ser uma quantia muito maior. Além da reação com o oxigênio, que oxida a secreção e pode causar problemas na flora vaginal.
      Torço pra que seja bom pra ti também. (: ♥

  2. Escarlate maio 2, 2011 às 10:05 pm #

    Eu comprei o miss cup, to tão feliz! E eu transo loucamente quando estou menstruada, que isso de nojinho, gente… Nosso sangue é limpo, nem cheiraria mal se não fossem esses malditos absorventes que coletam sangue azul (sempre ria disso com a minha irmã quando viamos comerciais). Agora sobre pelos, eu admito que sou mais uma vítima do sistema. Eu a-do-ro tirá-los na pinça, acho divertido. Cera, nunca mais, pq é uma tortura auto infligida, mutilação. E eu depilo as axilas pq meu suor é forte e misturado com desodorante, mancha minhas roupas. Mas admito que gostaria de sair de perna peluda por aí, mas sou muito insegura ainda qto a isso, é muita pressão encima da gente.

    E mesmo com as minhas cólicas e inchaços, eu gosto da menstruação. Como teste de gravidez e como um período de renovação mesmo, que meu corpo se limpa pra eu ficar mais bonita sempre!

    • krasis maio 3, 2011 às 2:19 pm #

      Sangue menstrual é lubrificante extra. hahahaha
      Cada uma lida da forma que convém e consegue com os pêlos, o que importa é se sentir satisfeita consigo mesma e questionar a forma com que nos vemos e submetemos sempre.

      Obrigada! ♥

  3. Raiza maio 2, 2011 às 10:20 pm #

    Ai,a falta que faz aquele botãozinho de “Share” pra eu espalhar esse texto web afora.Enfim,vou dar meu jeito =]

    • krasis maio 3, 2011 às 2:17 pm #

      Vou descobrir se consigo pôr o botãozinho aqui. (:
      Obrigada!

  4. Nélia maio 2, 2011 às 10:51 pm #

    Excelente post! Adorei o remate final =)

    Também já tinha notado que tod@s falam da tal TPM, mas ninguém gosta de falar da vermelhinha em si! Eu sempre aceitei e gostei minha menstruação – aliás, em certa fase da minha vida fiz um tratamento com antidepressivos e fiquei sem menstruar alguns meses, e não me sentia nada confortável com a situação. É parte de mim, do meu corpo,de ser Mulher!
    Quanto aos pelos, sempre fui meio paranóica, cheguei a depilar braços e dedos…hoje aceito que faz parte da natureza, e que não ter a depilação feita não é o fim do mundo!

    • krasis maio 3, 2011 às 2:17 pm #

      Entendo. Muitas mulheres (eu inclusive) associam a menstruação com saúde. Se está tudo bem, menstruamos.
      Fico feliz que tenha superado um pouco da paranóia com pêlos.
      Obrigada! ♥

  5. Aline Anami maio 3, 2011 às 12:53 am #

    Sangue menstrual é tão quentinho, sem odor e com uma textura surpreendente… Viva os coletores menstruais e viva conhecer e descobrir o que por motivos irrisórios, querem que vc tenha vergonha…

    mas pelos… prefiro tirar… me dão coceiras ja cheguei a pensar que tava com alguma doença mega grave… mas não… eram apenas os pelos…o.O
    sem contar minha insegurança por ja ter sido humilhada algumas vezes por coisas assim…

    • krasis maio 3, 2011 às 2:15 pm #

      Às vezes o fato da humilhação possa ter te desencadeado sintomas físicos de incômodo. Mas enfim, o que importa é que você se sinta bem no final. (:

  6. Ághata maio 3, 2011 às 1:05 am #

    Muito legal o texto!! Principalmente a frase final! 😄

  7. Denise maio 6, 2011 às 3:54 am #

    Menina,

    sou amiga da Bianca. Cheguei aqui através do Facebook dela. Que artigo legal!
    Eu não me depilo nas pernas há uns 6 meses e debaixo do braço há alguns anos (tenho pouco de qualquer jeito). Sabe que ando mais feliz assim? Quando eu era novinha, mais ou menos da sua idade, eu era hiponga e passei uma época completamente “au naturel”. Foi também um tempo memorável… Depois a peer pressure me pegou e eu querendo agradar meu homem, me deixei levar.
    De qualque jeito, de novo, super o seu texto. Ainda se usa “super” como gíria?
    Quanto a mesntruação, eu gosto dela, embora seja um tanto dolorosa para mim. Mas os bens que todo o ciclo menstrual trazem são muitos. Estou chegando a peri-menopausa e nem um pouco ansiosa. Acho que vou sentir falta…

  8. camiladelira maio 10, 2011 às 2:36 pm #

    Concordo com boa parte do que falou, mesmo. Acho que temos que aceitar o nosso corpo, aceitar nossas secreções, fluidos, odores… O negócio é que li em um trecho que você usa a pilula. Bem, se você usa a pilula, o que você tem não é menstruação, porque você não ovula; é apenas uma hemorragia controlada do colo do utero[que se finge de menstruação porque a pilula falseia o ciclo]. Acho o máximo a iniciativa de se falar de menstruação, mas como ela acontece de verdade e não mascarada por hormonios que se toma em pilulas. Queria que falassem do ciclo real, de conhecer o próprio corpo, aceitá-lo por inteiro, sem nada de fora.
    No mais, ótimo texto! = ]

    • krasis maio 10, 2011 às 11:39 pm #

      Obrigada!
      Tomo pílula por motivos de saúde e de anti-concepção, isso não me torna menos mulher. Não é preciso ser cem por cento naturalista (coisa que prejudicaria minha saúde, particularmente neste caso, além de ser praticamente impossível considerando meu estilo de vida) para falar sobre o assunto, até porque já vivenciei minha menstruação antes do uso de medicamentos deste tipo por alguns anos.
      Outras mulheres escreveram sobre o assunto, se googlear “segunda feira vermelha” talvez ache alguma dando seu depoimento sem o uso de anticontraceptivos.

      • camiladelira maio 10, 2011 às 11:48 pm #

        Krasis,
        só pra deixar claro: não quis dizer que vc é menos mulher por tomar a pílula. apenas que não ovula [afinal, é esse o principal efeito da pilula no corpo da mulher].
        =*

      • krasis maio 11, 2011 às 12:37 am #

        Ah, foi meio que modo de dizer.
        Desculpa se eu pareci grossa, tava indo pro banho, tv ligada e tal, toda errada. HAHAHA
        Eu entendi seu ponto, também queria saber mais sobre esse assunto a partir de mulheres que vivenciam sua menarca de forma livre. Inclusive, se achar alguma te posto aqui. É um interessante ponto.
        Infelizmente, como eu falei, não posso experimentar isso.
        No aguardo da menopausa. (:

  9. Carol La Terza junho 9, 2011 às 1:12 am #

    oi esther! nossa, você colocou em palavras de um jeito que eu nunca consegui esse negócio de mesntruação.. achei bacana o comentário da Escarlate sobre gostar de menstruar.. um dia conversei com meu terapeuta sobre isso (sim, homem), sobre gostar de menstruar e até um pouquinho da dor de de cólica e o quanto me sinto VIVA quando tenho isso e as pessoas me acharem maluca.. e ele me deu maior apoio!

    ficamos conversando sobre esse negócio de que hoje, por causa desse bombardeio de mídia que sofremos, ninguém pode ser feio, gordo e, mais importante, ninguém pode sentir dor. dor é errado, toma esse remedinho pra melhorar, toma! lógico que tem extremos (em mesma já tive febre, vomito e desmaio por causa de cólicas), mas a sociedade só aceita se o nível for ZERO.

    bom, nunca fui boa com palavras e vou parando por aqui pra isso não ficar interminável..

    beijos! e parabéns!

  10. Lívia maio 7, 2012 às 3:26 pm #

    kkkk adorei o final, mto bom seu post… perante a sociedade ainda sofro c/ isso mas pelo menos c/ meu namorado ele ja sabe q qndo eu to menstruada eh o meu momento, ñ depilo, ñ penteio o cabelo, uso roupas confortáveis e fraldão kkkkk infelizmente ainda num consegui usar o coletor mas tenho mta vontade…
    http://filha-de-artemis.blogspot.com.br/2012/05/sagrado-feminino.html

Trackbacks/Pingbacks

  1. Campanha 2@Vermelha – Celebrando a Menstruação!Blogueiras Feministas | Blogueiras Feministas - maio 2, 2011

    […] Segunda Feira Vermelha, Pêlos e outras Vergonhas da […]

  2. Há quem trabalha e sangra todo o mês « BiDê Brasil - maio 2, 2011

    […] Segunda Feira Vermelha, Pêlos e outras Vergonhas. – Mexy […]

  3. Considerações sobre a Campanha 2011 | 2@Vermelha - junho 9, 2011

    […] tabus! da Sara Joker [+] Mulher é bicho esquisito. Todo mês sangra. da Suely Oliveira [+] Segunda Feira Vermelha, Pêlos e outras Vergonhas da Mexy [+] Segunda Vermelha, menstruação e misoginia da Cynthia Semiramis [+] Sexo durante a […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: